ANÁLISE DE MERCADO PARA PEQUENAS EMPRESAS: O QUE ANALISAR

A análise de mercado possui grande importância para as empresas que desejam agir sabendo exatamente o que fazer. Começar um novo negócio ou lançar um novo produto ou serviço são tarefas nada fáceis. Para concretizar essas ações é preciso ter em mãos as informações que vão auxiliar desde o direcionamento estratégico até a tomada de decisões de uma empresa. Esses dados são bastante abrangentes e englobam diversos fatores, como o segmento e o cenário em que a organização vai atuar, o comportamento e necessidades de seu público-alvo, a relação do seu produto ou serviço com seus consumidores e fornecedores, e ainda o posicionamento da concorrência. Ter acesso a essas informações e analisá-las, portanto, é o que chamamos de análise mercado, uma solução que, dependendo de como é executada, pode impactar no sucesso ou fracasso de uma empresa.

Em outras palavras, a análise de mercado é fator determinante para o desenvolvimento de um negócio, uma vez que auxilia nos primeiros passos que uma empresa deve seguir para alcançar o objetivo almejado ao longo do tempo. Assim, o empreendedor responsável pela análise de mercado pode ser capaz de otimizar seus esforços, e assim, dedicar seu tempo para outras demandas e atividades que exijam mais energia e que possam ser mais relevantes para a ascensão da empresa.

Apesar da evidente importância da análise de mercado, as pequenas empresas acabam deixando ela de lado, seja por falta de recursos disponíveis, seja por insegurança ou por falta de conhecimento, o que acaba deixando dúvidas sobre o retorno do investimento e o possível surgimento de riscos. Contudo, o gestor que tem esse pensamento, mal sabe que tudo isso acontece sim, mas em virtude da falta da análise de mercado.

POR QUE PEQUENAS EMPRESAS PRECISAM INVESTIR EM ANÁLISE DE MERCADO

Ao aplicar a análise de mercado, a empresa já está um passo mais próximo de alcançar suas metas com maior facilidade, ao mesmo tempo em que evita desperdícios de tempo, dinheiro e, também, de disposição. Esse fato já seria um motivo suficiente para convencer uma pequena empresa a investir em análise de mercado, antes de qualquer ação. No entanto, podemos listar diversas outras justificativas relevantes que colocam essa solução como prioridade em muitas gestões empresariais.

As empresas que implementam a análise de mercado em suas estratégias de comunicação são muito mais aptas a conhecerem melhor o perfil de seus consumidores e potenciais clientes, tanto de forma quantitativa, no que se refere à quantidade, ao tamanho do mercado e outros dados estatísticos, quanto qualitativa, no que diz respeito às suas características comportamentais, renda, hábitos, estilo de vida, perfil de consumo, etc.

Além do público-alvo, a empresa de pequeno porte que aplica esse método tem um olho nas estratégias de seus concorrentes, sendo capaz de identificar seus pontos fortes e fracos para utilizá-los a seu favor no desenvolvimento de planos diferenciados e inovadores. Não basta entregar o que os consumidores desejam; é preciso superar suas expectativas.

O QUE DEVE SER ANALISADO PARA UMA BOA ANÁLISE DE MERCADO?

  • Cenário e setor

Com um olhar mais macro sobre o mercado no qual a organização está inserida, a análise de cenário e de setor deve ser realizada com foco nos fatores externos à empresa que podem influenciar e impactar sua atuação – sem considerar target, concorrência e fornecedores. Mesmo que a empresa seja de porte menor, ela também é afetada, muitas vezes de forma mais acentuada, pelo que acontece externamente. Efeitos da economia, tamanho do setor, estatísticas do segmento, normas e legislações são alguns fatores macroambientais que devem ser levados em consideração. Toda essa busca também é capaz de revelar oportunidades e situações de vulnerabilidade, possibilitando à companhia a antecipação de movimentos.

  • Público-alvo

Nesse caso, a análise se divide em duas vertentes: a quantitativa e a qualitativa. A primeira envolve dados mais objetivos, como informações demográficas, quantidades de fãs na página da marca, por exemplo, entre outros. Esses dados são facilmente encontrados em pesquisa de fontes primárias, através de institutos, mecanismos de busca e outros documentos. Já a segunda vertente se refere a questões mais comportamentais de cada indivíduo, informações mais difíceis de serem mensuradas, que exigem uma definição de público para abordar, sejam por questionários, observações ou pesquisas de campo. Não se deixe enganar pela ideia de que pequenas empresas não precisam analisar o mercado. Por mais que sejam obtidos poucos dados, toda informação é valiosa para direcionar melhor os próximos passos da empresa.

  • Fornecedores

Tudo o que pode impactar na produção e execução do seu negócio deve ser acompanhado. O preço praticado, os prazos de entrega, o lugar onde sua empresa atua, as formas como seu produto pode ser adquirido, entre outros pontos, são determinantes para o seu negócio funcionar e, se afetados, pode prejudicá-lo significativamente. Lembre-se de que ter fornecedores confiáveis, competentes e responsáveis é crucial para agregar valor à sua empresa.

  • Concorrência

Os adversários sempre vão merecer uma atenção especial, pois quanto melhores, menos destaque sua empresa obtém em termos de posicionamento e de visibilidade. Sem monitorá-los na imprensa e nas mídias sociais, seu negócio atuaria em meio à neblina, através de uma visão opaca e pouco compreensível. Também seria difícil saber se você está à frente de sua concorrência. Portanto, é preciso explorar completamente o terreno de seus concorrentes, compreendendo como eles se posicionam, que tipo de linguagem utilizam, como se comunicam e quais as percepções de seus consumidores. Assim, sua empresa pode ter noção do que funciona ou não no mercado.

Tendo acesso a todas essas informações, toda e qualquer empresa, independente do segmento e do tamanho, será capaz de colocar sua ideia de negócio em prática de maneira mais assertiva. Com a aplicação da análise de mercado, as dúvidas serão amenizadas ou até mesmo sanadas, dando ao empreendedor a possibilidade de agir sem receios. Portanto, entender o cenário e o setor, o contexto de atuação da empresa, seus concorrentes, fornecedores e quem realmente faz seu negócio prosperar, é a chave para uma boa e completa análise de mercado em direção ao sucesso.

Há diversos métodos para a realização de uma análise de mercado e uma das maneiras mais acessíveis no que diz respeito a custo-benefício é o clipping de notícias. Através de ferramentas de clipping, como a que a MITI Inteligência oferece, realiza-se o monitoramento estratégico que coleta os dados disponíveis nas diversas mídias – online, impresso, rádio, TV e mídias sociais -, permitindo a empresa filtrar o conteúdo realmente relevante e elaborar uma análise com base nos dados obtidos.

Saiba mais: 

Inteligência de mercado e monitoramento estratégico

Compartilhar:
miti

miti

Monitoramento estratégico de conteúdo. Informações relevantes, selecionadas e filtradas de acordo com a estratégia de negócios de sua empresa. Nossa equipe de inteligência é formada por profissionais dedicados a estudar as especificidades de cada clientes.

Deixe uma resposta