redes sociais como estratégias de conteúdo

USO ESTRATÉGICO DAS REDES SOCIAIS

Estamos em um momento em que as redes sociais fazem parte das estratégias de marketing e comunicação das empresas. Estas encurtaram a distância entre o emissor e o receptor de informações, formato em que a opinião era exclusiva de veículos de comunicação, modelos tradicionais de tempos atrás.

Hoje os consumidores de produtos e informações, não são os receptores passivos e sim formadores de opinião, os quais utilizam das plataformas como blogs, Twitter, Facebook, entre outros tantos para interagir e divulgar o que pensam.

Neste cenário de mudança de comportamento, a internet no setor publicitário é o que mais cresce. Segundo pesquisa de mercado da Nielsen, a propaganda na web apresentou crescimento de 32.4% em 2013 no mercado mundial. Já no Brasil, conforme mostrou a pesquisa realizada pela e-Consulting realizada com empresas de publicidade, mesmo em tempo de crise há um investimento positivo em 2015, serão movimentados R$ 6.8 bilhões com publicidade online. Destes, os setores que mais investe são: Convergência – Telecom, mídia e internet (23%), Bens de Consumo (18%), Financeiro (14%), Automobilístico (13%), Varejo e e-commerce (11%) e Turismo e Transporte Aéreo (7%).

Para quem comunicar?

Os usuários das redes sociais mudaram a forma de consumir informação, entretenimento e até mesmo produtos. E para conquistar esse público o conteúdo oferecido precisa ter qualidade, ser interativo e ter direcionamento. Apenas colocar uma propaganda em frente ao internauta de forma aleatória não irá impactá-lo e muito menos conquistá-lo.

Para direcionar sua comunicação de maneira estratégica, é importante analisar o comportamento online do seu público. Saber o horário que estão online, classificar os comentários, compreender a relação dele com a marca.  Analisar o usuário é fundamental para ter sucesso nas redes sociais com o público relevante para sua empresa, saber com quem interage.

Convergência das mídias

Segundo cita o autor do livro Cultura da Convergência, Henry Jenkins:

“Bem-vindo à cultura da convergência, onde as velhas e as novas mídias colidem, onde mídia corporativa e mídia alternativa se cruzam, onde o poder do produtor de mídia e o poder do consumidor interagem de maneiras imprevisíveis”.

A citação acima mostra que as mídias tradicionais não deixaram de existir, elas apenas se uniram com os novos formatos para comunicar aos consumidores ativos. Nessa convergência, cada mídia possui sua forma diferente de transmitir a mensagem focando no público que será atingido nos diferentes meios, porém deve fazer parte de um todo, conseguindo conectar a mesma informação. E sabendo também que os consumidores que recebem a comunicação estão utilizando o celular, o computador, a televisão, tudo ao mesmo tempo.

Os consumidores são usuários da tecnologia e internet, e produzem o seu próprio conteúdo compartilhando com o mundo. As empresas estão percebendo isso como oportunidade, construindo uma relação com o seu consumidor e explorando os recursos midiáticos que se complementam. Como por exemplo, os anúncios na TV com corte e sua chamada para ver ao vídeo completo no YouTube.

Interatividade com o consumidor/telespectador

Tornar-se importante ao telespectador, construir uma relação com o mesmo, foi algo que o programa MasterChef Brasil soube aproveitar.  A emissora band, teve seu programa semanal nos top five do Twitter pela terceira semana consecutiva (27 de julho a 2 de agosto), superando seus próprios índices. Segundo os dados do IBOPE Twitter TV Tanting (ITTR), o programa teve engajamento na rede social com 22.8 milhões de impressões.

Os telespectadores trocaram o controle remoto pelos seus smartphones para twittar sobre o programa enquanto o assiste. O programa permite que o telespectador faça parte do programa através do Twitter e sem o uso do filtro que a rede social oferece. Assim, ele pode comentar, abrindo um diálogo maior sobre o programa, fidelizando a audiência e influenciando a sua rede de contatos a ser um possível telespectador. O MasterChef, percebendo seu sucesso no Twitter, realizou uma ação para presentear o público disponibilizando um vídeo exclusivo no site após atingir 200 mil publicações sobre o programa com a hashtag #MasterChefBR, recompensando assim os internautas pela audiência na rede social.

MasterChef soube direitinho usar a rede social Twitter, mas há diversas outras que podem ser utilizadas para uma comunicação estratégica.

Planejar seu marketing digital

Para ter um bom resultado na internet o planejamento é fundamental, abaixo alguns passos a seguir:

  • Definir os objetivos que se pretende atingir;
  • Quais ações serão realizadas para alcançar os objetivos;
  • Monitorar e medir os resultados da campanha;
  • Analisar o retorno da campanha, o que deu certo e o que deu errado;
  • Renovar a estratégia por base do diagnóstico da análise realizada.

As redes sociais estão disponíveis a todos e é uma ótima ferramenta de comunicação e marketing para as empresas. Por isso é importante saber o que e para quem comunicar, realizando o monitoramento das redes sociais e desenvolvendo um conteúdo relevante e apropriado ao seu público.

Saiba mais: Banner-Blog_03

Compartilhar:
miti

miti

Monitoramento estratégico de conteúdo. Informações relevantes, selecionadas e filtradas de acordo com a estratégia de negócios de sua empresa. Nossa equipe de inteligência é formada por profissionais dedicados a estudar as especificidades de cada clientes.

Deixe uma resposta